Notícias & Dicas

dica niasa, sequestro relampago

O “sequestro relâmpago” como foi denominado e é de conhecimento da maioria da população, é mais um crime que tem assustado a população. Recentemente tivemos o caso do jogador de futebol do Valdivia. Esse tipo de crime consiste em abordar a vítima e manter ela como refém enquanto outro criminoso efetua saques ou compras com os seus cartões. A abordagem geralmente acontece à noite em cruzamentos (semáforos) ou na saída de estacionamentos de hipermercados ou shoppings ou ainda nos caixas eletrônicos.

Ao render a vítima os marginais normalmente mantém a pessoa sob ameaça dentro do próprio automóvel ou porta-malas. Em geral, a vítima é levada para fazer saques em caixas eletrônicos, ou no trajeto entrega os cartões magnéticos além de informar a senha. Em outros casos os ladrões levam a vítima para um cativeiro. Lá é obrigado a revelar a senha dos cartões bancários. Enquanto é vigiada, o restante da quadrilha sai para sacar o dinheiro. Depois, a vítima é deixada em bairros da periferia ou em cidades vizinhas.

Por ser difícil saber onde e quando os criminosos vão agir, devemos ficar atento a todo instante, principalmente no trânsito, pois na maioria dos casos a pessoa é abordada e levada no seu próprio veiculo. As vítimas são escolhidas aleatoriamente, por isso, se estiver atento com as dicas a seguir, você reduzirá as chances de ser a próxima vítima:
- Ao parar em semáforos redobre a atenção quanto à aproximação de pessoas, tenha cuidado especial com motociclistas, principalmente quando houver um garupa, é um dos métodos de abordagem mais utilizados pelos criminosos;
- Não ande com todo a talão de cheques e com todos os cartões de créditos e bancários, caso você seja uma vítima a quantidade de cartões vai determinar o tempo que você vai ficar na mão dos criminosos;
- Ao estacionar seu veiculo procure estacionamentos de confiança; - No estacionamento de um shopping ou hipermercados ao retornar verifique ao redor e dentro do carro;
- Quando estiver dirigindo não facilite a ação dos criminosos distraindo-se com o celular, fumando cigarro, mexendo no CD player ou em qualquer outra coisa dentro do carro.

13 de Junho, 2012 | Fonte: DicaSeg